Ilustração: por Ricardo Drumond

Ilustrador português com méritos já reconhecidos além fronteiras.
Adoro o trabalho dele seja a aguarela, caneta ou tinta da china. Acho-o um ilustrador de topo.

Claro que para este blogue os seus trabalhos foram escolhidos de maneira a que a componente erótica estivesse presente. Já agora Ricardo Drumond, as senhoras se calhar vão reclamar, não há homens…
😀

Podem ver muitas ilustrações dele na sua página do Facebook:

Drumond Art

Divirtam-se!

A Gaiola Aberta, ou "O Charlie Hebdo" de José Vilhena

Ora vamos lá a retomar este maravilhoso blogue, e para isso nada como uma publicação portuguesa. Obrigado ao Hugo Silva pela lembrança.

A Gaiola Aberta foi uma revista que surgiu quase imediatamente a seguir ao 24 de Abril de 1974, 20 dias depois, com uma periodicidade quinzenal.
O homem por trás disto foi o grande cartunista português José Vilhena.

Porquê estar a falar disto no blogue PoP PorN?
Por uma razão muito simples, era a revista da liberdade de expressão. Pela primeira vez em Portugal tivemos direito a mulheres nuas numa revista de tiragem nacional que chegou ao lindo número dos 150.000 exemplares por edição. E porque era a revista que nós acabadinhos de entrar na adolescência podíamos pegar, por exemplo no barbeiro, e levá-la para a casa de banho…

Esta geração masculina que tem agora 50 anos sabe perfeitamente do que falo! MAMAS! Muitas mamas nesta revista legal e exposta. E conseguíamos sempre (com algum trabalho) arranjar bastantes números. A parte política não nos interessava na altura, era mesmo o corpo feminino, sempre tapado e entrapado por norma, que nos interessava. Resmas de mamas!

Agora falando mais a sério.
Vilhena sempre foi um defensor acérrimo da liberdade de expressão. Foi preso pela PIDE (polícia política do Estado Novo) várias vezes. A sua arma era o lápis (onde que eu já vi isto ultimamente?), e atacava tudo. A reacção dos nossos pais era engraçada, uns odiavam algumas páginas, os outros odiavam as restantes. Isto porque Vilhena atacava tudo o que se mexia na sociedade da altura: fascistas, esquerdistas, direitistas, movimentos de descolonização, a Igreja, as vedetas da nossa sociedade… enfim, ninguém escapava ao humor mordaz e corrosivo desta revista.

Ela tinha várias componentes, o cartoon puro e duro, textos corrosivos e fotomontagens. Com isto José Vilhena construiu o Charlie Hebdo português. Não foi assassinado como os franceses, mas teve episódios duros, como o processo que a princesa Carolina do Mónaco lhe moveu devido a uma fotomontagem em que ela aparecia numa figura e situação não muito abonatória para si.

Nasceu com o nome de José Alfredo Vilhena Rodrigues em 7 de Julho de 1927, e começa a debitar cartoons em alta velocidade nos anos 50. Colaborou com o “Diário de Lisboa”, “Cara Alegre” e “O Mundo Ri” nesta altura.
Nos anos 60 começou a ter sérios problemas com a polícia do regime fascista português, sendo preso por três vezes. Isso granjeou-lhe o carinho da população!

Em 1974 funda a Gaiola Aberta, um “quinzenário de mau-humor”.
Obrigado José Vilhena!
🙂

                                                                          

Divirtam-se

Ilustração: The Vampire’s Kiss de Boris Vallejo

Boris Vallejo é um ilustrador nascido no Peru, emigrado nos EUA desde 1964 (desde que eu nasci…)
😀

Estudou Belas-Artes sendo bastante conhecido pelos seus trabalhos dentro do género Erótico e Fantasia, ganhando um British Fantasy Award para “Melhor Artista” em 1979 pelo seu trabalho “The Amazon Princess and her Pet”.

Mas antes de atingir notoriedade como grande ilustrador iniciou-se em títulos como Tarzan, Doc Savage e Conan the Barbarian, isto com apenas 23 anos.
Este “The Vampire’s Kiss” teve direito a uma estátua magnífica, como poderão verificar pela foto aqui ao lado.

O LBD PoP PorN apresenta-vos também outras ilustrações, claro…
🙂

Divirtam-se!

O arrojo visual de Raúlo Cáceres, ou uma cena de um casamento diferente…

Ao contrário dos filmes e da fotografia, a BD permite na sua vertente pornográfica vertigens visuais impossíveis de acontecer na realidade, mas que entram na nossa mente de uma maneira perversa.

Ou se vomita a ver isto ou a libido estremece automaticamente!
Raúlo Cáceres é um dos grandes exemplos do exagero pornográfico, os seus livros possuem uma arte extraordinária, provocativa e intensamente exagerada.

Esta página foi retirada do seu livro “Aguas Calientes”, e… o noivo possuído distribui nata cremosa pelos convivas…
😀

Mais tarde quero voltar a este Aguas Calientes… com mais calma e mais tempo.

De notar que Raúlo Cáceres é o desenhador da consagrada série de terror “Crossed”

Divirtam-se!

Ilustração: Masturbation MILF por Giovanna Casotto

A primeira grande artista do Fumetto italiano: Giovanna Casotto.
A desbravar um caminho onde apenas homens tiveram sucesso, como Milo Manara, merece menção no PoP PorN.

Apresento duas ilustrações sob o mesmo nome e tema (masturbação), e prometo que brevemente faço um post muito mais composto sobre esta excelente artista italiana que muitas vezes serve ela própria como modelo e protagonista das suas ilustrações e histórias de BD.

Divirtam-se!

PS: Vou tentar reanimar este blogue até ver. Espero que os denunciantes estejam distraídos!
🙂

Ilustração: Dejah Thoris por Fortunino Matania

Uma Dejah Thoris bastante fiel ao imaginário de Edgar Rice Burroughs!
O artista foi o napolitano Fortunino Matania, nascido em 1881 falecendo em 1963.

Este artista foi bastante profícuo no início do século XX, trabalhando já em França, e quando eclodiu a I Guerra Mundial o seu talento foi reconhecido por toda a Europa devido aos seus trabalhos retratando a vida nas trincheiras dos soldados. Os seus trabalhos a preto e branco são os mais conhecidos, mas de vez em quando mergulhava na cor como podem verificar pela ilustração deste post.

Divirtam-se!

PS: Vou tentar fazer mais posts, até os denunciadores profissionais se lembrarem de mim novamente…
😀
E por favor, não divulguem os meus posts deste blogue no Google+, senão estou a ser denunciado rapidamente.

Ilustração: The Woman of the Zodiak por Dany

Conjunto de ilustrações retiradas do livro “Where Do You Want to Go” de Dany de Groot.
Fazem referência aos doze signos do Zodíaco, embelezados pelo traço elegante deste autor. Já agora se clicarem na etiqueta / tag “Dany” poderão ver outros posts com ilustrações fantásticas deste artista!

Aquarius (Aquário)
Piscis (Peixes)
Aries (Carneiro)
Taurus (Touro)
Gemini (Gémeos)
Câncer (Caranguejo)
Leo (Leão)
Virgo (Virgem)
Libra (Balança)
Scorpio (Escorpião)
Sagittarius (Sagitário)
Capricorn (Capricórnio)

Divirtam-se!